Existe pergunta burra sim!

Todo professor quer encorajar seus alunos a fazerem perguntas. As perguntas são fundamentais no processo de aprendizagem. E quem é professor sempre insiste em uma frase clássica: NÃO EXISTE PERGUNTA BURRA. Neste texto eu vou explicar sobre alguns tipos de perguntas, e ao final entenderemos quais são as perguntas burras.

Aulas coletivas

Princípio fundamental da dúvida

Sempre que você tem uma dúvida tenha a total certeza que você não está sozinho, e a sua coragem de perguntar é o alívio de vários outros que tinham a mesma dúvida e ainda daqueles que achavam que estavam entendendo, mas na verdade não estavam.

Dúvida atrasada

Essas são as que mais nos dão vergonha de perguntar, a sensação de que você já deveria saber aquilo, e que todas as demais pessoas já sabem. Esta não é uma pergunta burra, na verdade esta dúvida deve estar no topo das suas prioridades. Tudo que está em atraso afeta a sua compreensão dos fundamentos do que está sendo ensinado.

Assim que você perguntar, alguém na turma vai te agradecer internamente.

Dúvida do que perguntar

Muitas vezes estamos tão perdidos, que não somos sequer capazes de formular uma pergunta. Seu tempo é algo precioso, não se deixe ficar preso em um ambiente em que você se sentirá frustrado a cada nova informação que você não entende. Então se não tem uma pergunta, formule uma afirmação.

Levante a mão e diga: “estou completamente perdido/ preciso de ajuda/ acabei me distraindo e não sei mais o que faze”. A pessoa que está te instruindo irá então te fazer perguntas para entender até onde você entendeu e construirá o raciocínio de novo com você.

Assim que você se manisfestar, alguém da turma vai ter uma sensação de alívio incrível por você ter tido coragem de dizer que está tão perdido quanto ele.

Dúvidas de linha de raciocínio

Aquelas que surgem quando você estava entendendo tudo, e de repente uma palavra ou uma frase te deixa completamente confuso. Este tipo de dúvida normalmente é inibida por uma aposta interna que torce para que o orador se faça mais claro nos próximos instantes.

E falhas na linha de raciocínio, também costumam ter origem em alguma falha na sua base. Você supostamente não fez alguma relação importante, entre o que foi dito, e um conceito passado, e acabou ficando confuso. Este tipo de pergunta está longe de ser uma pergunta burra, pois ao assistir uma aula nós somos bombardeados com um volume enorme de informação e é completamente normal precisarmos de uma pausa para fazer assimilações com mais solidez.

Quando a sua pergunta for respondida a pessoa que te achou incompetente por perguntar, vai perceber que na verdade ela tinha entendido tudo errado.

Dúvidas por falta de informação

Muitas dúvidas surgem pelo fato de o instrutor não ter fornecido todos os elementos para que o raciocínio se complete. Neste caso provavelmente todos os ouvintes estarão confusos. E na maioria das vezes foi uma simples falha no planejamento do orador ou até mesmo um descuido. Perguntar nestes momentos ajuda a você os colegas e o professor.

Dúvidas antecipadas

Estas dúvidas demonstram que você está compreendendo tudo e está extrapolando o aprendizado. Estas dúvidas sim temos que ter um certo tipo de cuidado em perguntar. Primeiro porque o professor provavelmente vai falar sobre o que pensou logo seguida e segundo porque, dependendo da forma que a pergunta for feita, você poderá ser considerado uma pessoa que só está querendo atenção.

Se você esperou pelo professor e ele tendeu a mudar de assunto, não perca mais tempo e pergunte. Esse tipo de pergunta instiga os seus colegas a serem mais engajados na aula e no assunto.

Dúvida egoísta

Tem dúvidas que pode ser que só você tenha, e pode ser que o professor não esteja tão perto de mencionar aquilo que está te incomodando no seu desenvolvimento. Esta é uma das dúvidas mais necessárias que existem. Nas aulas coletivas um professor tem que preparar uma aula que atenda a todos, e se você esperar que o professor prepare uma aula que responda as suas dúvidas específicas, você pode acabar esperando pra sempre.

levante a mão e pergunte, e se a hora não for oportuna para responder aquilo, seu professor provavelmente vai te procurar depois para te ajudar ou você terá dado a ele um presente de poder preparar uma aula que trate do tema que você acabou sugerindo.

Sua pergunta encoraja os seus colegas a perguntarem coisas que os incomodam e que não são contempladas na aula.

Momentos em que não se deve perguntar

Em aulas de dança, esses momentos não deveriam existir, o seu professor e a sua escola devem incentivar os alunos a perguntarem e tirarem suas dúvidas com uma alta frequência, e se mostrarem, de fato, abertos a resolverem o seu questionamento.

Se você se vê em um ambiente que não te dá essa abertura e você percebe que o receio de perguntar não vem de dentro de você, é um grande indício que você deve procurar outra escola ou outros instrutores. Claro que se essa for a única falha, talvez não seja suficiente para você desistir de um ambiente que te faz bem, mas é ao menos um excelente motivo para deixar uma reclamação a respeito de um professor.

Aulas particulares

Para essa não há nenhuma desculpa, você e o especialista em um foco total às suas necessidades. Pergunte tudo e mais um pouco.

Perguntas burras

Durante a minha carreira de professor e durante a minha vida de estudante eu só conheci um tipo de pergunta burra, a que você guarda pra você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s